O aumento da lucratividade de qualquer negócio está diretamente ligado à gestão do estoque. A entrada e saída de mercadorias na quantidade correta ajuda a loja a fluir naturalmente, atendendo às demandas do mercado e evitando prejuízos com perdas e desperdícios. Por isso, realizar o devido controle do giro de estoque é fundamental para as finanças e processos internos.

Neste artigo, você receberá dicas para realizar o controle das suas mercadorias de maneira eficiente. Acompanhe!

O que é giro de estoque

Giro de estoque é um parâmetro usado para medir o desempenho da movimentação dos produtos em um determinado período, ou seja, avalia a rotatividade e velocidade em que as mercadorias são vendidas. Em outras palavras, é a ferramenta responsável por mensurar o tempo de permanência no estoque de um produto antes da sua venda.

Esse indicador permite realizar um controle mais apurado das compras e vendas dos produtos, mantendo um equilíbrio do capital de giro da loja e contribuindo para que haja um melhor aproveitamento do fluxo de caixa.

É extremamente importante o uso desse instrumento para identificar quais as principais ameaças e oportunidades, como os itens sem muito fluxo de vendas e os que colaboram mais com a lucratividade do negócio.

Produtos com baixa rotatividade significam dinheiro parado, ou seja, prejuízo. Ao identificá-los, é possível adotar novas estratégias de marketing para alavancar o crescimento das vendas, por exemplo.

Contudo, para realizar um giro de estoque eficiente é necessário seguir algumas dicas.

1. Estabeleça uma organização rigorosa

Estabeleça controles rigorosos para todas as entradas e saídas de mercadorias do estoque — de preferência em um sistema informatizado. O controle do giro de estoque é importante, pois permite observar e analisar os produtos que tem mais saída, bem como os seus fornecedores.

A partir daí, a empresa consegue criar estratégias de compras, negociando prazos maiores para pagamentos e ações mais ágeis de reposição dos itens que estão girando melhor para atender à demanda dos clientes.

Além disso, permite reposicionar os preços dos produtos ou, ainda, estabelecer promoções para venda de itens com pouco giro.

2. Acompanhe o desempenho do estoque

Independentemente do tamanho do estoque é fundamental acompanhar o seu desempenho, por meio de indicadores que fornecem uma avaliação consistente a respeito dos processos utilizados e de seus resultados.

Esses indicadores permitem acompanhar a carteira e o fluxo dos produtos, apontando as faltas, perdas, desperdícios, entre outros.

A partir dessas constatações o gestor pode identificar os processos que precisam ser melhorados ou redirecionados com novas ações para que o faturamento da loja não seja prejudicado.

3. Realize inventários periódicos ou rotativos

Ao realizar inventários periódicos, ou seja, frequentes, o lojista pode evitar muitos problemas, pois se forem descobertas falhas elas devem ser corrigidas rapidamente.

Da mesma maneira, o inventário rotativo, permite escolher diariamente os itens a serem contados e identificar com maior facilidade a causa das diferenças encontradas.

Vale ressaltar que, a realização frequente não exclui a necessidade de se fazer um inventário geral, como de costume.

4. Adote um sistema de gestão

Adotar um sistema de gestão e automatizar os processos de controle de estoque é a mais importante das dicas, pois ele permite a otimização do seu gerenciamento.

Com todas as operações registradas automaticamente no software, é possível analisar rapidamente o desempenho do estoque. Além disso, um bom sistema deve, ainda, possibilitar:

  • apuração automática do giro das mercadorias;
  • comparação do giro entre lojas da mesma rede e, caso necessário, remanejo dos estoques;
  • identificação de produtos com alto ou baixo desempenho e criação de estratégias específicas;
  • verificação de disponibilidade ou necessidade de reposição de itens;
  • acompanhamento do desempenho de fornecedores e melhorias nas negociações;
  • planejamento estratégico de compras;
  • redução da necessidade de capital de giro;
  • redução de custos e desperdícios;
  • aumento da produtividade;
  • maior segurança das informações.

Podemos dizer que um programa informatizado realiza um controle completo de giro de estoque. Esse é um investimento que permite que sua loja encontre o equilíbrio na movimentação de produtos e que você possa se dedicar a outras áreas que também contribuem para o crescimento do seu negócio.

Entre em contato conosco e conheça mais sobre os benefícios de um sistema de gestão de estoque para sua loja.